CONHEÇA A MARCA.

TEM MEBER BEM PERTO DE VOCÊ.
SAIBA ONDE ENCONTRAR.

Como escolher a planta ideal para o seu estilo de decoração

O uso de plantas na decoração de ambientes sempre foi uma boa aposta. Porém, na hora de decidir qual a melhor espécie dentre tantas para o compor o lar, muitas pessoas acabam ficando indecisas. Por isso, é preciso ter em mente, num primeiro momento, fatores que vão além do apelo estético, como a rotina dos moradores e o estilo de vida. Essa análise ajuda a diagnosticar os pontos positivos e negativos de determinada espécie – já que existem aquelas que necessitam de mais cuidados e outras que sobrevivem com menos assistência. 

A partir dessas definições, é possível pensar em quais espécies podem combinar melhor com a decoração. Como forma de ajudar a esclarecer as dúvidas acerca das escolhas, separamos algumas dicas de plantas perfeitas para os estilos industriais, escandinavos, boho, minimalistas e contemporâneos. Confira:

 

Estilo industrial: samambaia é opção

Nesse estilo estético, existem três pontos principais a serem avaliados antes de escolher a espécie ideal para o ambiente. O primeiro deles é analisar o material do piso: se ele for mais polido, brilhoso, a dica é utilizar vasos com uma textura mais natural, como os de cerâmica e concreto, ou então fosco. Também é interessante investir em vasos de diferentes tamanhos para criar um movimento no décor – sempre destacando a espécie. Além disso, outro ponto que merece atenção é o layout, para que a funcionalidade e circulação no espaço não fiquem comprometidas. Há, também que se pensar nas condições de ventilação e iluminação natural para posicionar cada espécie de acordo com suas necessidades. Por isso, um jardim vertical sempre cai bem, podendo ser feito com samambaia, por exemplo.

 

Estilo escandinavo: cactos, costela-de-adão, espada-de-são-jorge e hera

Aconchegante e agradável, o estilo escandinavo propõe uma decoração com conceito minimalista, caracterizado por linhas retas, paredes e móveis brancos, uma paleta de cores neutras, luz natural e muita simplicidade. Por isso que a escolha das plantas deve seguir essa tendência. Cactos, costela-de-adão, espada-de-são-jorge e hera são boas opções. Vale ressaltar, também, que é necessário pensar nas condições de umidade.

 

Estilo boho: antúrio, strelitzia augusta, jiboia e palmeira-ráfia

Para esse estilo, pense também no tamanho das plantas — e no quanto elas irão crescer. O crescimento tem que ir de acordo com a metragem do ambiente: quanto maior o espaço, mais oportunidade de ter plantas com folhas maiores. Quanto mais, melhor.

 

Estilo minimalista: pilea, lírio-da-paz, zamioculca, ficus lyrata

O design minimalista propõe que os ambientes sejam claros, arejados e decorados com poucas mobílias, dando preferência à madeira como material – por isso, ao incorporar o estilo em casa, invista em móveis duráveis de design simples, poucas texturas e cores neutras. Essa dica vale também para as plantas: pilea, lírio-da-paz, zamioculca, ficus lyrata são boas opções.

 

Estilo contemporâneo: costela-de-adão, maranta, palmeira-leque

Esse é um estilo que combina com a praticidade que as pessoas precisam hoje em dia. Nesse estilo, são utilizadas linhas retas, com poucos detalhes, e superfícies mais lisas – ou seja, menos é mais. A decoração contemporânea não apresenta muitos elementos. Nesse sentido, as plantas costela-de-adão, maranta e palmeira-leque são espécies que se encaixam na proposta.

 

Gostou das dicas? Então compartilhe o conteúdo com seus amigos e acompanhe os canais digitais da Meber Metais para conferir mais novidades!