CONHEÇA A MARCA.

TEM MEBER BEM PERTO DE VOCÊ.
SAIBA ONDE ENCONTRAR.

Como cultivar mini cactos em casa

Ter plantinhas em casa cria espaços mais aconchegantes, não é mesmo? Uma escolha bastante recorrente entre as pessoas que têm pouco tempo para dedicar às verdinhas são os cactos – mas eles também exigem alguns cuidados. Saiba como cultivar as principais espécies para que sejam saudáveis e deixem a decoração mais charmosa, especialmente se você gosta do estilo boho chic.

1) Muitas espécies de cactos podem ser cultivadas no mesmo viveiro, então consulte um jardineiro/paisagista e opte pelos seus preferidos. Algumas delas são: Figueira da Índia, Alfineteiro e Rebutia.

2) A escolha do vaso geralmente é por materiais como barro ou metal, mas se o ambiente for úmido, prefira um vaso raso de cerâmica (poroso, esse material ajuda a água a evaporar mais rápido). Para acompanhar, invista em uma tigela ou prato raso.

3) Quando escolher a terra, cuide para adquirir uma variedade adequada para seus cactos, podendo completar o vaso com cascalho ou areia e adubo com nitrogênio e fósforo.

4) Hora de plantar! Cave pequenos buracos na terra e acomode as mudinhas de cactos (lembre-se de utilizar luvas para não se machucar). Pressione a terra ao redor das plantinhas para que ele fique em pé, mas sem forçar muito. Complete com uma camada de cascalho ou areia ao redor.

5) Mantenha seus cactos em um local quente, preferencialmente onde as plantas recebam a luz solar de quatro a seis horas diariamente. Jamais deixe-os em lugares abafados e escuros.

6) Uma dúvida recorrente é em relação à rega dos cactos, mas o segredo é molha-los a cada sete dias, esperando até que a água saia pela drenagem do vaso (cuidado para não afoga-lo!). Diminua a rega no inverno, pois a planta entra em repouso e, nesse caso, a água pode facilitar o surgimento de bactérias e fungos – quando perceber necessidade, dê um pouquinho de água. Na chegada da primavera, vale fertiliza-lo com o adubo diluído em água para dar um ‘refresh’.

7) Um detalhe importante no cultivo de cactos: quando perceber que o desenvolvimento está lento, faça o replantio, pois é sinal de que as raízes estão com pouco espaço no interior do vaso ou que o substrato está muito escasso.

E então, pronto para alegrar sua casa com cactos?