CONHEÇA A MARCA.

TEM MEBER BEM PERTO DE VOCÊ.
SAIBA ONDE ENCONTRAR.

Como identificar e eliminar pragas de jardim

Quem cultiva plantas, árvores e ervas no quintal, na sacada ou dentro de casa (veja “inspirações para criar um jardim interno”) hora ou outra vai se deparar com um problema: pragas de jardim. Na pressa por resolver o imprevisto, no entanto, muitas pessoas escolhem métodos inadequados – comprometendo a saúde da plantinha sem garantir o fim da invasão. Por isso, vale a pena conhecer as principais pragas de jardim e como elimina-las com segurança.

Antes de falarmos dos intrusos, é importante lembrar sobre o manejo do solo, porque plantas bem nutridas têm menos chances de serem atacadas por pragas. É possível fertilizar o solo com adição de compostos orgânicos ou minerais – a orientação de um especialista em jardinagem/paisagismo é sempre bem-vinda, pelo menos até você conhecer melhor as espécies que cultiva.

Outros fatores que ajudam a afastar pragas de jardim: diversidade de cultivo e inimigos naturais – ou seja – ter mais de uma espécie no mesmo ambiente e não eliminar insetos como joaninhas, tesourinhas e bicho-lixeiro (eles ajudam no controle biológico das pragas de forma natural).

Pragas de jardim

Os principais “predadores de plantinhas” que aparecem em jardins e hortas são pulgões; moscas brancas e cochonilhas (insetos do tipo sugadores); lagartas e vaquinhas (mastigadores) – além dos temidos caracóis.

Para quem prefere alternativas mais ‘limpas’, vale tentar resolver o problema com armadilhas adesivas (a cor atrai pequenos insetos, deixando-os colados a elas). Para o controle de caracóis e lesmas, existe uma receita caseira e fácil de preparar: pedaços de estopa (tecido) embebidos em cerveja – essa simples técnica atrai os caracóis. Eles ficam ali e depois você precisa retirar para elimina-los.

Também é possível recorrer à própria natureza para repelir pragas. Isso porque existem vegetais com características que naturalmente repelem pragas. Basta cultiva-las próximas ao local onde estão as espécies que precisam ser protegidas – citronela e crisântemo são exemplos mais comuns e fáceis de manter.

Óleo de neem, calda de fumo e sabão são outras soluções naturais que não prejudicam a saúde da planta nem do solo, espantam os inimigos e têm vida curta no ambiente.

Se você utiliza outros métodos para eliminar as pragas em seu jardim, compartilhe conosco nos comentários