CONHEÇA A MARCA.

TEM MEBER BEM PERTO DE VOCÊ.
SAIBA ONDE ENCONTRAR.

Conheça a cozinha de três chefs brasileiros

Programas de televisão envolvendo gastronomia atraem cada vez mais espectadores. Acompanhar o preparo das refeições por chefs profissionais ou amadores gera comoção e até abre o apetite. Mas você já ficou curioso sobre como é a cozinha particular de chefs brasileiros? Reunimos os bastidores de onde Lucas Corazza, Bel Coelho e Rogério Betti preparam receitas deliciosas para seus convidados. Conheça:

Lucas Corazza

O antigo programa “Note e Anote”, apresentado por Ana Maria Braga, foi a primeira inspiração para Lucas começar suas aventuras na cozinha, aos 14 anos. Algum tempo depois começou a vender pães de mel e bala de coco na escola. O chef adora doces e tem no currículo a participação como jurado no programa “Que Seja Doce” (GNT).

Lucas tem duas cozinhas: a do andar de baixo é para produção, já a do andar de cima funciona como estúdio para vídeos e fotos. Reformados, os ambientes primam pelo conforto: geladeira de tamanho adequado, fogão com quatro bocas, espaço para ervas frescas e diversas forminhas de doces. Destaque para a cor vermelha, predominante na decoração da casa (portas, pisos, janelas, objetos, forminhas e eletrodomésticos).

Bel Coelho

Ela iniciou sua carreira como estagiária de Laurent Suadeau e no Fasano. No exterior, cursou o Culinary Institute of America (CIA) – em Nova York. Outra experiência foi com Alex Atala, brasileiro que conquista o paladar de diversos clientes. Atualmente, Bel assina os pratos do restaurante “Clandestino”, com a proposta de atender o público apenas uma vez por semana no mês, com menu degustação mega criativo. Também possui o “Canto da Bel”, com preços mais acessíveis.

Em casa, a cozinha tem revestimento de ladrilhos hidráulicos (artesanal e rústico, feito peça por peça). Na decoração, o charme e expressividade de uma pintura de Frida Kahlo, panelas de barro e um belo conjunto de facas.

Rogério Betti

Famoso especialista em churrasco, Rogério ganhou ainda mais reconhecimento sendo jurado em um reality show culinário exibido na TV aberta. Ele pertence a uma família de açougueiros que era proprietária de uma rede de casa de carnes. Hoje ele é dono de um açougue diferenciado.

Sua cozinha residencial é inspirada na steak house nova-iorquina Peter Luger. Nas dependências, pratica o método “dry-aged” (maturação da carne para aumentar sua maciez e intensificar o sabor). O chão é na cor vermelha, com detalhes em ladrilho hidráulico. A mesa é um charme: relíquia de família (possui 100 anos), garantindo o mood rústico ao decor. As paredes são revestidas com azulejo branco no estilo subway tiles (tendência também aplicada em banheiros, como mostramos aqui).