CONHEÇA A MARCA.

TEM MEBER BEM PERTO DE VOCÊ.
SAIBA ONDE ENCONTRAR.

Dicas de iluminação para jardim e área externa

O jardim ganha uma cara completamente diferente durante a noite. Por isso, antes de projetar a iluminação desse espaço, caminhe pelo local quando o sol já tiver ido embora e observe quais pontos precisam de luz. Reunimos dicas para ajuda-lo a escolher as lâmpadas certas e valorizar seu cantinho de natureza.

Lâmpadas para jardim

Além de segurança, a iluminação dá forma ao layout do jardim. Também é preciso considerar os tipos de planta, características e cuidados, pois algumas espécies são mais sensíveis ao calor emitido pela lâmpada. Com a orientação de um paisagista, analise informações como índice de reprodução de cor (IRC), temperatura da cor (K), rentabilidade e efeitos de radiação.

Lâmpadas LED são bastante utilizadas, pois possuem longa vida útil, economia de energia elétrica e baixo aquecimento. A fibra ótica também vem ganhando espaço nos projetos de paisagismo, já que, assim como as de LED, não “esquenta” as plantas com temperaturas elevadas. Outra vantagem da fibra ótica é a não transmissão de energia, evitando queimaduras e choque – ótima opção para quem tem PET ou crianças circulando no quintal.

Com elevado índice de reprodução de cor, as lâmpadas halógenas também podem ser instaladas no jardim, mas procure não deixa-las muito próximas à vegetação, porque elas transmitem calor e podem ressecar as folhas.

Destaques iluminados

Para gerar efeito de sombras e vultos, aposte em luminárias entre a vegetação. Para clarear o ambiente de modo homogêneo, invista em postes e refletores.

Arbustos e esculturas também merecem destaque. Escolha luminárias com facho direcionado ou embutidas no solo. E para garantir a segurança em caminhos e escadas, opte por minipostes ou embutidas em degraus e no chão.

Importante: cuide o tipo de fiação que será utilizada. A instalação deve estar adequada às cargas dos circuitos e à soma de potências.