CONHEÇA A MARCA.

TEM MEBER BEM PERTO DE VOCÊ.
SAIBA ONDE ENCONTRAR.

Mude seus hábitos e preserve um bem precioso: a água

Neste Dia Mundial da Água, 22 de março, refletir sobre o consumo consciente é importante, mas partir para ação é fundamental!

De toda a água existente no planeta, estima-se que somente 2,5% sejam próprios para o consumo direto ou para a irrigação de plantações, mas grande parte deste volume está em locais de difícil acesso (concentrada em geleiras) ou armazenada em aquíferos subterrâneos. O restante encontra-se nos rios, mas distribuído de forma bastante desigual pelo mundo.

O Brasil possui cerca de 12% da disponibilidade de água doce, contudo, essa divisão também é muito desequilibrada em nosso território. De acordo com dados da Agência Nacional de Águas (ANA), a região Norte, por exemplo, mantém cerca 80% da quantidade de água disponível; por outro lado, sua população representa apenas 5% do total de habitantes do país. No caso das regiões próximas ao Oceano Atlântico, onde estão mais de 45% da população, o índice de recursos hídricos é menor do que 3%.

Celebrado neste 22 de março, o Dia Mundial da Água sempre é um importante momento para refletirmos sobre o efeito de nossas atividades individuais em meio à sociedade, reforçando alguns questionamentos: Estamos preservando este bem tão precioso? Nossos atos são pensados também em termos de bem coletivo? Que futuro pretendemos deixar para as próximas gerações? As boas práticas, entretanto, não podem ficar restritas a esta data ou somente ao campo das ideias – é preciso agir e de forma constante!

A sustentabilidade é uma das premissas que regem o trabalho desenvolvido há quase seis décadas pela Meber Metais. Através do programa Sustentabilidade Inteligente Meber (SIM), a empresa conduz uma série de diretrizes focadas na responsabilidade socioambiental. Uma delas diz respeito justamente às medidas adotadas diariamente para redução do consumo e reaproveitamento da água empregada no processo produtivo. Essa responsabilidade também é compartilhada com o consumidor, que tem à disposição uma série de produtos que prezam pela utilização racional do recurso, saindo de fábrica com mecanismo arejador, controle de vazão e sistemas de acionamento que reduzem o consumo e o desperdício de água.

 

Dicas para o uso consciente de água:

– Não mantenha a torneira ligada na hora de escovar os dentes. Isso pode evitar um gasto até dez vezes maior de água. Na hora de enxaguar a boca, você também pode utilizar um copo;

– Reaproveite a água utilizada no cozimento de vegetais (depois de esfriar) para regar suas plantinhas;

– Explore ao máximo a capacidade dos ciclos das máquinas de lavar roupa e louça, evitando colocar poucas peças por vez;

– Reutilize a água da máquina de lavar na limpeza de pisos e calçadas;

– Na hora de lavar a louça manualmente, retire completamente os restos de comida antes de esfregá-la. Tente sempre enxaguar todos os utensílios de uma só vez. Escolha produtos biodegradáveis e nunca despeje o óleo de cozinha usado na pia, pois é um grande poluente das águas;

– Crie o hábito de tomar banhos mais curtos e, quando possível (nos dias mais quentes), desligue o chuveiro ao ensaboar o corpo ou lavar os cabelos;

– Opte por regar o jardim no início da manhã ou no fim da tarde, que são períodos de menor evaporação da água;

– No mercado, pesquise e conheça os produtos que utilizam menos água em seu processo de fabricação;

– Para determinadas tarefas domésticas, como a higienização de fogões, bancadas e vidros, por exemplo, utilize produtos de limpeza que dispensem a necessidade de água;

– Precisa mesmo lavar o carro? Então deixe a mangueira de lado e use um balde;

– Se você tiver espaço em casa (não precisa ser muito!), instale uma cisterna para captar e armazenar água da chuva. Há, inclusive, opções em tamanhos menores;

– Fique atento a eventuais vazamentos nas tubulações. Apenas para se ter uma ideia: um pequeno buraco de 2mm em um cano pode representar uma perda de até 3.200 litros de água por dia;

– Em residências ou empresas, aposte em dispositivos mais modernos para evitar os desperdícios. Exemplos não faltam: bacias sanitárias com descarga reduzida ou dupla; arejadores para torneiras e chuveiros; restritores de vazão; equipamentos com sensor de movimento ou acionamento por pressão, entre outros;

– Espalhe as boas práticas junto a familiares, colegas de trabalho e vizinhos, principalmente no caso de residir em condomínios, onde novas soluções coletivas podem ser apresentadas.