CONHEÇA A MARCA.

TEM MEBER BEM PERTO DE VOCÊ.
SAIBA ONDE ENCONTRAR.

Por que beber água é importante para a saúde?

O corpo humano, segundo a ciência, é composto por, aproximadamente, 70% a 75% de líquido, ou seja, água. Por isso beber água é tão importante quanto se alimentar. E tem mais: quase 80% do cérebro também é composto por água, por isso é a hidratação é importante inclusive para manter em bom nível as funções cognitivas e mentais.

Tomar água é fundamental para o bom funcionamento do corpo, e essencial para o equilíbrio e preservação da saúde. E a pessoa não tem que esperar a sede para beber água: é fundamental que isso seja uma rotina diária. A sede já é um sinal de desidratação, por isso tem que ficar atento para não chegar a esse ponto. 

Conheça detalhes sobre a importância de se manter hidratado e dicas de como manter o corpo saudável.

Qual a importância de beber água?

Beber água é fundamental para a saúde, todos sabemos. Mas, você já parou para pensar qual a função desse líquido no nosso corpo e o que ele pode fazer? A água tem participação em quase todos os processos fisiológicos do corpo humano. Sem ela, nosso organismo entra em colapso e prejudica a nossa saúde a curto e longo prazo.

 Água é o elemento que constitui todas as nossas células – Além de ser o principal componente do sangue, é também das células. Além disso, a água faz importantes funções em outras estruturas, como músculos e outros órgãos. Em estruturas como a meninge e fluídos presentes nas articulações, a água oferece proteção a essas estruturas, garantindo seu perfeito funcionamento, e previne contra choques mecânicos, como no caso do líquido amniótico, que protege o embrião durante a gestação. Nessas estruturas, age como reagente e participa de todas as reações corporais, uma vez que elas precisam acontecer no meio aquoso. Como é um potente solvente, também está presente no processo digestivo, através do suco gástrico.

Água atua como meio de transporte – A principal função do sangue é transportar nutrientes essenciais para o funcionamento corporal. Assim, a água, que é um dos componentes do plasma sanguíneo, é a responsável por levar oxigênio e vitaminas, além de permitir que as células se locomovam na corrente sanguínea. Mas não são só os nutrientes que esse importante elemento se encarrega de transportar: é por ela que toxinas e demais agentes perigosos são eliminados do nosso corpo, através da urina, que é composta 95% de água.

Água tem função termorreguladora – Quando somos expostos a temperaturas muito altas, nosso corpo precisa resfriar rapidamente. Caso isso não ocorra de forma imediata, as consequências podem ser severas. Nesse momento, mais uma importante função da água entra em cena: a transpiração. Nosso corpo produz o suor para que, quando ele entrar em contato com a pele, evapore e esfrie a pele de forma mais rápida. Não existe, então nenhum processo fisiológico que não necessite da presença da água. A função básica desse elemento é garantir a vida e o bom funcionamento de toda essa estrutura.

Qual a quantidade ideal de água?

Apesar de essencial, a regra do “tudo que é demais faz mal” também se aplica ao ato de tomar água. Assim como o baixo consumo pode levar à desidratação, beber água demais pode causar hiponatremia, que é a queda de sódio no sangue, graças ao desequilíbrio na concentração de eletrólitos, gerando uma intoxicação por excesso d’água. Por isso é fundamental saber dosar e beber água dentro da quantia recomendada. E, essa dosagem varia de acordo com cada corpo e também das condições climáticas. A dica dos dois litros de água por dia é mais um conceito do senso-comum do que um resultado embasado em pesquisas cientificas. Mas, então, como dosar a quantidade ideal de água que a pessoa deve tomar?

  1. Clima e estado físico

Dias mais quentes e secos exigem do corpo uma liberação maior de água. E essa liberação ocorre de diversas maneiras: através do suor, fezes e urina ou pela respiração, por exemplo. Além disso, a sua condição física também influencia na quantidade de líquido que precisa ser reposta diariamente. Febre, diarreias e vômitos são excelentes amostras de situações que exigem maior hidratação.

  1. Exercícios físicos e dieta

Pessoas que praticam atividades físicas diariamente necessitam beber mais água. A quantidade, inclusive, vai aumentando de acordo com a intensidade do exercício praticada e do quanto a pessoa transpira. Além disso, é preciso avaliar a dieta diária. Por exemplo, se a sua é composta por uma alimentação saudável, automaticamente você já ingere alimentos ricos em água, como frutas, mas isso não deve anular a ingestão de água.

  1. Peso e metabolismo

A regra é clara: pessoas que pesam mais, precisam ingerir mais água. Assim como quem tem um metabolismo mais rápido precisa aumentar a ingestão de líquidos.

  1. Cor da urina

A urina é um importante indicador da hidratação do corpo. Quanto mais escura, mais desidratado o organismo está. Logo, o risco de complicações é alto. No entanto, se a urina está transparente, atenção: você está consumindo uma quantidade de água excessiva e corre o risco de ter as complicações pela hidratação em excesso. O ideal é que, ao urinar, o líquido seja amarelo-claro, sem odor extremo. É importante observar a frequência da qual se vai ao banheiro também. O recomendável é se hidratar de acordo com a necessidade do corpo.

  1. Sinais do organismo

Para evitar dúvidas, sempre confie nos sinais dados pelo organismo que você precisa beber água: sede em excesso, dor de cabeça, tontura e fome, podem ser indicadores de falta de hidratação. Se, mesmo depois de beber água, esses sintomas não diminuírem ou até desaparecerem, você precisa procurar ajuda de um profissional médico. Mas, nunca beba água em excesso e de uma vez só: sempre ingerir de maneira gradual e com calma, para evitar riscos.

IMPORTANTE

Para quem quiser fazer um cálculo estimando a quantidade de água ideal, basta multiplicar o peso em quilo por 35 mililítros. Exemplo: uma pessoa de 50 quilos, então, deve tomar 1,750 litro de água por dia.

PARA SABER

Como lembrar de beber água? Quem nunca se esqueceu de beber água que atire a primeira pedra! Muitas vezes, com a rotina corrida, acabamos por negligenciar esse importante hábito. Para ajudar os esquecidos de plantão, confira algumas dicas que podem ser colocadas em prática para sempre se manter hidratado:

  1. Não ignore os sinais do seu corpo

A sede e os outros sintomas de desidratação, precisam ser observados com frequência. Quando o corpo sente a falta da água, ele sempre manda sinais claros. Aliás, fome muitas vezes pode ser confundida com sede, por isso se manter hidratado também é importante até para controle de peso. Então, fique sempre atento a esses sintomas e tente beber água sem sede, pois quando ela vem, provavelmente você já está precisando bastante do líquido.

  1. Coloque despertador ou use aplicativos

Crie o hábito de sempre se manter hidratado. Coloque despertador a cada duas horas, ou conte com a ajuda de aplicativos que são específicos para lembrar de beber água.

  1. Não esqueça da sua garrafa

Um dos principais motivos de não beber água é por não termos uma garrafinha por perto. Portanto, sempre deixe uma bem cheia e com água fresca na bolsa. Dessa maneira, você não esquece e não corre o risco de ficar muito tempo sem beber água. Evite usar garrafas de plástico, pois em contato com altas temperaturas elas podem liberar substancias tóxicas, além de serem agressivas para o meio ambiente.

  1. Atenção a temperatura

Altas temperaturas pedem hidratação mais facilmente, mas não podemos esquecer de manter a hidratação também no frio. Você deve beber água, no inverno, com a mesma frequência. Se a dificuldade é tomar água gelada, mantenha em temperatura ambiente.

Dica para beber mais água

Se você “não gosta” ou tem muita dificuldade para beber água, tente fazer águas aromatizadas, assim o sabor fica diferente e fica uma delícia, além de linda. Experimente água com rodelas de laranja e limão, água com morango e água com frutas vermelhas e folhas de hortelã.