CONHEÇA A MARCA.

TEM MEBER BEM PERTO DE VOCÊ.
SAIBA ONDE ENCONTRAR.

Conheça as ferramentas indispensáveis para quem mora em casa com pátio

Jardinagem é o hábito mais comum entre as pessoas que têm estes espaços para, por exemplo, aliviar o estresse causado pelo dia a dia

Quem mora em uma casa e tem um pátio amplo, geralmente cultiva o hábito de fazer pequenos reparos, tanto hidráulicos quanto elétricos, alguma coisa de marcenaria e pintura e, principalmente, jardinagem. Para muitas pessoas, mexer com a terra, podar, plantar, irrigar é uma terapia necessária para aliviar as tensões provocadas pelo atribulado cotidiano.
A prática dessa espécie de terapia requer alguns equipamentos essenciais para facilitar o trabalho e gerar resultados dignos de elogios. Ter um jardim bonito implica em dedicação e um conjunto de ferramentas que viabilizem também as podas, importantes para manter o controle do tamanho dos arbustos e fazer com que se revigorem. Confira algumas:

LUVAS
São importantes para mexer com a terra sem se sujar e, ao mesmo tempo, protegem as mãos. Algumas plantas possuem espinhos que podem ser evitados com luvas mais grossas, e outras espécies causam alergias que podem ser prevenidas com uso de luvas de borracha.

ANCINHO
Também chamado de rastelo, ou escardilho, é um dos instrumentos clássicos da jardinagem. Podem ser encontrados em vários tamanhos, para mexer em vasos pequenos ou em jardins maiores, para tirar restos de folhas, galhos e pedras. Também serve para revolver a terra, tornando o solo mais aerado, permitindo que a planta se desenvolva saudável. Pode ser utilizado para misturar ou adicionar adubos, substratos e fertilizantes à terra de forma equilibrada, distribuindo os nutrientes de modo uniforme.


Outra ferramenta essencial à jardinagem, também pode ser encontrada em vários formatos e tamanhos, que facilitam mexer a terra em pequenos espaços, como vasos menores, ou jardins maiores. As mais largas são usadas para transportar a terra, e as estreitas facilitam a transposição de mudas, dos vasos para a terra, sem prejudicar as raízes.

ARRANCADOR DE INÇO
À primeira vista parece uma chave de fenda, só que tem um “V” na ponta. O arrancador de inço serve, justamente, para retirar da terra as ervas daninhas e outros vegetais que não fazem parte do vaso ou do jardim. É uma ferramenta de fácil manuseio que retira da terra apenas o que é indesejado, inclusive pequenas pedras encravadas em um solo mais duro, sem prejudicar a raiz da planta.

TESOURA DE PODA
Poda é essencial à jardinagem, pois permite retirar galhos velhos revigorando a planta. Para isso foi criada uma tesoura especial. A tesoura de poda é parecida com um alicate e permite que seja cortado fora apenas o que for necessário, de maneira fácil e prática: desde pequenos ramos até galhos mais grossos. A lâmina da tesoura, em curva, faz um corte diferente, que impede a entrada de fungos e bactérias na ponta que foi podada.

BORRIFADOR
Ou pulverizador, servem para regar de maneira que a água não se torne prejudicial à planta, principalmente quando são pequenas. São equipamentos que espalham a água de forma similar à chuva, distribuindo-a igualmente pelo solo. Com o borrifador é necessário apertar a alavanca toda vez que desejar um jato de água. O pulverizador é mais completo, trabalha com pressão prévia a partir de sucessivas pressões na alavanca. Depois é só apertar por quanto tempo quiser para a saída da água.

REGADOR
Ou mangueira. Depois do borrifador e do pulverizador, são os equipamentos mais comum entre as pessoas adeptas à prática da jardinagem. Para áreas menores, os regadores. Para jardins maiores, mangueiras. Opte, porém, por terminais que permitem variar o tipo de esguicho, para que o jato da água não prejudique as plantas menores.

APARADOR DE GRAMA
O gramado geralmente ocupa a maior área em um jardim, e para que esteja sempre bem cuidado é preciso ter um aparador em casa. São vários os modelos disponíveis no comércio: manuais, elétricos e até com motor a gasolina, indicados para áreas maiores. É preciso optar por um que atenda às suas necessidades e que seja eficiente, além de ter fácil manuseio.

TORNEIRA EXTERNA
Boa parte dos serviços em um jardim externo requerem água – para irrigar as plantinhas, remover a sujeira ou limpar tudo depois das atividades de manutenção. Já pensou no inconveniente de ter que ir até o interior da residência para acessar o ponto de água e lavar os utensílios ou abastecer o regador? Ou não ter onde conectar a mangueira porque o encaixe da torneira não funciona? Com o auxílio de um instalador hidráulico, preveja um (ou vários) pontos de acesso à água na área externa em locais estratégicos para facilitar seu trabalho. Planeje também os detalhes: a altura do ponto de água, a distância da parede e a compatibilidade com os acessórios necessários. Lembre-se de que a torneira instalada na área externa precisa ser de boa qualidade para resistir bem às intempéries. Existem diversos modelos de torneiras externas que, além de funcionais, são bonitos e elegantes, para compor com estilo a estética do seu jardim.
Que tal conhecer algumas opções? (https://meber.com.br/produtos/jardim/?edu=1)