CONHEÇA A MARCA.

TEM MEBER BEM PERTO DE VOCÊ.
SAIBA ONDE ENCONTRAR.

Meber ressalta conceito ESG para além de sua cadeia produtiva

 

Conheça as práticas que fazem da empresa gaúcha uma reconhecida organização ecologicamente correta

O impacto ambiental resultante da atividade produtiva é inerente à condição industrial, mas minimizá-lo é uma responsabilidade que cabe a cada empresa. Na Meber Metais, os conceitos de sustentabilidade fazem parte do cotidiano da organização muito antes de ela confeccionar uma nova peça em sua área fabril.

Mas como uma fabricante de metais, que realiza diversos banhos químicos em seus produtos, consegue ser uma empresa ecologicamente correta? A resposta é: planejamento estratégico.

Tudo na Meber foi pensado de modo que não apenas os processos produtivos, mas também os atos administrativos, fossem realizados sob a orientação que norteia seu negócio: soluções em metais com sustentabilidade. Um conceito que ampara a própria estrutura física que abriga a Meber. É ali que a sustentabilidade começa a se manifestar na empresa gaúcha.

A luz natural que adentra pela cobertura do prédio contribui para a eficiência energética e todo o consumo de energia elétrica da Meber é proveniente de fontes limpas. Com isso, apenas em 2021, a empresa deixou de emitir 158,096tCO2e (toneladas de CO2 equivalente – o que inclui, além do dióxido de carbono, outros gases de efeito estufa convertidos em CO2), de acordo com um documento emitido pela Ludfor Energia.

No telhado da empresa também está outra importante ação para promover a sustentabilidade. A cobertura conta com um sistema de coleta de água da chuva, com capacidade para armazenar 60 mil litros. Além disso, com a reutilização da água usada no processo produtivo, economiza-se cerca de 90% do recurso. Já a água impossibilitada de ser reaproveitada segue para a Estação de Tratamento de Efluentes e devolvida ao meio ambiente dentro dos parâmetros da legislação vigente.

Outro movimento adotado na Meber é o cuidado com os resíduos, tanto com a possibilidade de reaproveitá-los quanto de destiná-los corretamente. A coleta seletiva é praticada pela empresa desde 1998, o que ratifica a preocupação com a sustentabilidade antes mesmo de essa prática se tornar essencial para as empresas sobreviverem no mercado do século 21. 

Esse exercício também se expressa na circularidade adotada na organização. Apenas no primeiro quadrimestre deste ano, a fabricante de metais utilizou 1.925 quilos de embalagens plásticas oriundas do pós-consumo, evitando que elas fossem parar na natureza. Isso significa que 3.859kgCO2 deixaram de ser lançados na atmosfera ou que 2.291 litros de petróleo fossem consumidos, segundo certificado emitido pela Plásticos Bellaforma.

Essa preocupação pré-produção, claramente, se reflete nas peças fabricadas pela Meber. Os metais identificados com o selo “Gestão Sustentável” têm sistema arejador de água, que permite redução no consumo de até 60%, mesma economia verificada nos produtos da linha Mebermatic, com acionamento temporizado. Tantos cuidados ambientais se transformam, também, em reconhecimento da sociedade. Neste ano, por exemplo, a empresa de Bento Gonçalves recebeu o Selo Verde, certificado concedido pelo Jornal do Meio Ambiente, editado em São Paulo. A chamada eco-etiqueta é conferida a empresas que, por meio de pesquisas, comprovam práticas sustentáveis e a adoção de soluções ambientalmente corretas. Para condecorar a Meber, a publicação empreende um levantamento junto a órgãos ambientais nas esferas federal, estadual e municipal. Um estímulo extra para a empresa seguir e ampliar suas ações sustentáveis a fim de contribuir para um meio ambiente cada vez mais limpo e para a perpetuação de seus negócios.